Saiba quais as principais características que devemos verificar na hora de comprar um novo violão. Entenda quais são as faixas de preços, marcas reconhecidas e também as possíveis melhorias disponíveis para violões de baixo custo. 

Qual é o melhor violão para você? Dicas para iniciantes e intermediários.

Comprar um violão parece ser uma tarefa bem difícil pelo número de variedades disponíveis no mercado, mas sempre tem um lado bom quando há grande variedade nas lojas, a oferta de violões aumenta e consequentemente os preços ficam mais acessíveis. 

É possível comprar um violão bom com baixo valor de investimento?

Sim, hoje até os violões mais baratos tem um padrão de qualidade melhor que violões vendidos há duas décadas atrás, mas é importante ficar atento com algumas características básicas para não acabar comprando um violão que parece ser bom, que tenha um ótimo visual, um preço atraente, mas as especificações técnicas de construção não condizem com o preço cobrado.

Quais são as características de construção que fazem um violão ser bom, ou ruim? 

Vamos começar pelo violão que você deve evitar comprar. Sabe aqueles violões com pinturas extravagantes, com desenhos de super heróis, ou todos rosas para meninas? Devemos ficar longe desses violões porque geralmente eles são os piores de uma linha de montagem de uma fábrica de instrumentos. 

Muitos fabricantes para não desperdiçar madeiras de baixa qualidade, componentes com leves imperfeições “maquiam” os violões com uma pintura atrativa e colocam no mercado como violões infantis, ou violões especiais. Fuja desse tipo de instrumento, eles só irão atrapalhar a sua evolução musical. 

A aparência nem sempre é sinal de qualidade?

Isso mesmo! Por isso, é importante ter em mente os principais componentes que realmente fazem a diferença na qualidade de um violão. 

Veja quais são os principais pontos que definem os preços de violões.

Tipos da madeiras do corpo e tampo do violão.

Há vários tipos de madeira que dão características diferentes sonoridades nos violões, mas o mais importante inicialmente é procurar saber se o tampo do violão é construído com madeira laminada, ou maciça.

A madeira laminada é encontrada em violão mais baratos por ter o menor custo para o fabricante. Os tampos laminados são feitos com um conjunto de lâminas de madeiras prensadas e coladas que naturalmente transmitem menos vibrações sonoras para o ar. 

Resumindo, violões com tampos maciços são mais caros porque a madeira em blocos puros está cada vez mais rara no mercado. Portanto, quanto mais o vendedor especificar os tipos de madeiras que constituem um violão melhor será a qualidade e consequentemente o valor.

Regra básica:

  • Tampos laminados sem especificação – violões mais baratos;
  • Tampos maciços com especificação – violão mais caros;

Construção em escala, linhas especiais de produção e instrumentos feitos à mão

O segundo fator que define os valores de mercado é a maneira como os violões são construídos. Violões mais baratos são fabricados em escala, violões semi-profissionais são geralmente fabricados em um linha de produção mais especializada e os violões feitos a mão por luhtiers são os mais caros do mercado.

Peças e componentes essenciais de um violão 

Encordoamento: depois da madeira e construção o principal componente que influencia diretamente na qualidade de som do violão é o jogo de cordas. As cordas do violão perdem o som muito rapidamente por causa de oxidação natural e vários outros fatores. Tenha em mente que é preciso trocar as cordas de três em três meses no mínimo para você tirar o máximo de proveito da sonoridade do seu instrumento. 
 
 

Rastilho e pestana: são os componentes responsáveis por transmitirem as vibrações das cordas para a madeira do violão. O rastilho é localizado no corpo do violão em cima do cavalete e a pestana está localizada na junção da mão do violão e o braço. 

Regra básica:

Rastilho e pestana de plástico – violões mais baratos;

Rastilho e pestana de osso – violão mais caros;

Obs: é possível trocar o rastilho e a pestana de qualquer violão para melhorar o som do violão, procure um profissional (luthier) para fazer esse tipo de serviço. Seu violão terá outro som depois dessa pequena troca. 

Tarraxas: são os componentes responsáveis pela afinação do instrumento. As tarraxas estão localizadas na mão do violão. 

Obs: se seu violão não segura a afinação por muito tempo é possível trocar o jogo de tarraxas para resolver esse problema.  

Faixas de preço e fabricantes

Violões de entrada de R$ 300,00 a R$ 500,00

Marcas tradicionais:

  • Tagima (Menphis)
  • Giannini
  • Di Giorgio
  • Phoenix (PHX)
  • Michael

Violões de entrada de R$ 500,00 a R$ 800,00

  • Rozini
  • Yamaha
  • Eagle
  • Tagima (Menphis)
  • Giannini
  • Di Giorgio
  • Phoenix (PHX)
  • Michael

Violão semi-profissionais de R$ 900,00 a R$ 2500,00

  • Rozini
  • Yamaha
  • Eagle
  • Tagima 
  • Giannini
  • Irmãos Carvalho
  • Takamine

Violões profissionais de R$ 2500,00 a R$ 25000,00

  • Rozini
  • Irmãos Carvalho
  • Sérgio Barbosa
  • João Batista
  • Tessarin

Espero que este guia possa ajudar no conhecimento inicial desse vasto mercado de violões. Acredito que com este artigo o ponta pé inicial foi dado para você conversar melhor com o vendedor na hora de comprar um novo violão. 

Abraços e bons treinos.

Baixe gratuitamente os materiais em pdfs  do site haroldoribeiro.com!

Deixe uma resposta